26 de ago de 2009

LUZ REVELADORA

Branca ainda está a tela no cavalete...
Mas o momento da criação se antecede e as cores saltam dos tubos...
Expectativa criativa da artista frente a tela.
E já os tons degrades ladeando-se na paleta formam leques temporários.

Um pouco de branco,de amarelo de Nápoles...
uma parte de amarelo limão ele é que vivificará o tom.
O amarelo ocre e um quase nada de Terra Sena
para o ilusionismo das profundidades e perspectivas...

O processo criativo implode em céleres pinceladas intuitivas da artista...
Em meio às formas e cores,tons e luzes acrílicas,
surge agora na tela as mãos sublimadas de um místico homem...
E na bola de cristal a terceira visão se abre...
E o dom de alcançar presente e futuro
fazem-se revelados e reveladores magnânimo e claros...
Tons mesclados finalizam a obra.
O atelier inexplicavelmente agora espage uma indescritível luz...

É uma singela homenagem que faço a você....
M.Vallentine(poetisa menor)

Um comentário:

  1. Olá querida...
    Está lindo o seu blog e nem sabia que você já tinha Blog.
    Parabéns!
    Ah... esta poesia eu fiz para você...
    E você sabe disto!
    Eu te adoro minha grande amiga.
    Um abraço carinhoso.


    Vallentine (poetisa menor)

    ResponderExcluir