28 de ago de 2009

Em Nome do Povo

Povo que sonha e se conforma.
Povo crédulo, indigne-se.
Observe as diferenças,
São tantas!

Tantas injustiças e infâmias
E tudo em nome da justiça.
Que justiça é esta?
Tudo em nome do povo.
Mas o povo escolheu!

Mundo de governo desgovernado
.Não governam, negociam
E tudo para seu prazer!

Novamente chega a hora
Precisamos mudar
Acabar com desmandos,
Em nome do povo.


Marta Peres

Nenhum comentário:

Postar um comentário