20 de out de 2013

“Não nasci para ser adequada, 
coerente, 
adorável. 
Nasci para ser gente. 
Para sentir de verdade. 
Tenho vocação para transparências 
e não preciso ser interessante o tempo todo. 

Por isso, não espere que eu supere as suas expectativas:
às vezes, nem eu supero as minhas.”


Marla de Queiroz